Imagem capa - Um Renascimento. Era o dia de transformar Dor em Beleza. por RENATA CASALI

Um Renascimento. Era o dia de transformar Dor em Beleza.

"O registro do novo, do medo, da insegurança...o registro do amor, do carinho, da esperança...
Ela que me conhece desde os sete anos de idade, ela com quem dividi ao longo da vida escolar tantos momentos marcantes. Ela que era dona da risada mais engraçada e contagiosa. Tantas lembranças de brincadeiras e trocas.... e foi a ela que fiz esse pedido, ela que é especialista em registrar o momento mais divino da vida, o nascimento, o parto!
A ela pedi para registrar o meu renascimento, pedi que fosse espectadora, coadjuvante e personagem principal desse "parto"! Que ela eternizasse momentos dessa mulher que renasce hoje, deixando para trás um grande marco da sua construção de identidade, que era o meu cabelo...
É ela prontamente me disse : SIM
Foi lindo viver isso rodeada de amor e afeto...ao longo dos dias dividirei um pouquinho do que venho vivendo ao longo dessa semana....mas...hoje eu precisava dizer o meu muito obrigada Rê!"



E em meio ao que vivemos nessa pandemia, de isolamento e novos hábitos a vida continua, assim como o desejo de viver! Lu, minha amiga de infância vive um momento de vida de luta! E vencerá! Mas alguns obstáculos e etapas a cumprir e sua família está em primeiro lugar no seu coração. Seu lado materno aflorado mais que nunca, era tempo de acolher seus filhos e seus pais nessa etapa de tratamento. A quimio fará seus cabelos caírem e era hora de transformar essa dor em amor.
A conversa no telefone já me fez chorar, mas topei na hora registrar a hora de se despedir dos cabelões que sempre fizeram parte de sua vida! Marca registrada dessa linda mulher!
Na véspera as amigas do nosso colégio de infância me ligaram. Rê vai ter surpresa! Vai ter balões, bolo, flores e sax lá na varanda..queremos estar presente, mesmo que à distância. Na hora eu pensei...é...eu achando que já iria chorar...agora era a certeza de que choraria.

Lu descobriu o câncer em novembro de 2018, e uma das primeiras perguntas que fez à médica, " eu vou ficar careca?". E como ela mesma pensou em seu relato: "Entendi também, que perder o cabelo era mostrar ao mundo a minha doença, era talvez atrair olhares de medo, de pena, de tristeza.... tinha medo de como os meus filhos me veriam, de como meus pacientes me veriam.....Eu que precisava sempre ser imagem de segurança, de saúde! Como seria se eles olhassem para mim e não vissem isso?
Mas o tempo foi meu amigo! Me trouxe a possibilidade de aceitar, acolher, elaborar e transformar essa dor...um momento de transformação e recomeço...."

E lá fomos nós para fazer dessa etapa um momento de LUZ com as pessoas que mais lhe amam e mais importam em sua existência! Seus Pais & seus Filhos!


E fazia parte do plano, uma linda maquiagem. Um ritual de transformação para que tudo fosse BELEZA nessa manhã...não apenas ligar a máquina e aceitar os efeitos da medicação. Era um momento de segurar a mão, entender o que cada um de seus filhos precisava e de seus pais.


















Ai quanto AMOR!

3 FILHOS, 1 AFILHADA, PAI & MÃE, 

E lá fomos para o corte:



E o que era para ser um momento triste...virou uma alegria em família! Lágrimas se confundiram com sorrisos. Conseguimos o que imaginamos!



Poderia existir mais amor numa manhã?!











Lu...sim...você ficou LINDA! Linda, Amada, Querida Amiga, Filha, Mãe, Dinda!


Como poderia ser diferente?


"E foi assim....em meio a muito amor que tudo aconteceu! O desejo de transformar aquele momento em algo nosso, em algo íntimo, em algo que fizesse sentido, foi realizado!
As lembranças desse dia se eternizaram não como agressivas ou de sofrimento, elas são lembranças de amor, se afeto, de segurança, daquelas que quando paramos para pensar da saudade é ainda mais, da vontade de viver aquele dia novamente!
Imagino que a próxima pergunta está na cabeça de muitos, "então foi fácil?"
Eu respondo com toda sinceridade, " Não, não foi fácil!" E eu não esperaria que fosse e nem esse era o meu desejo! Esse foi um dia único, que me trouxe símbolos de resiliência desde a hora em que meus filhos me acordaram pela manhã, desde o olhar de acolhimento dos meus pais, desde o amor no abraço de Luci, desde às muitas lágrimas derramadas por Luiza em um forte abraço maternal, antes de subirmos para o apartamento cumprir nosso ritual. Foi um dia de Deus, naquelas notas músicas, que entravam pela janela e faziam tanto significado para mim e minha família, aquelas músicas escolhidas com tanto cuidado por elas, que me enchiam de força e acima de tudo de carinho. Chegar no apartamento e ver aquele presente em meio a uma sala vazia, tantos balões lindos enviados por Cris e André da @ballonsfest e escolhidos por Laís com tanto cuidado e carinho. Aquele dia foi especial pela sua beleza em si, a vista era linda! Agradeci a sorte de ter @makebarbaraamorim ali, com tanta delicadeza e cuidado me arrumando em meio a corridas e abraços dos meus filhos.... e não poderia deixar de agradecer a bênção que recebi de presente em ter @renatacasalifotografia registrando cada uma dessas cenas.... a sequência de fotos dela dispensa qualquer legenda, qualquer explicação! Não sei como é possível, mas sei que todos vocês que estão acompanhando viveram essa experiência junto comigo através de cada imagem!"

E eu ali, fazendo parte de um ritual tão sagrado de uma amiga de infância tão querida!!! Que depois de anos reencontro numa volta de avião, sentadas ao acaso uma em frente a outra e falamos de nossas vidas e selamos definitivamente que pertencemos agora uma a outra novamente!


Lú, amiga querida! Vamos vencer!!!!


Nós em 1995 acho, com 12 anos. Uma carta que recebi com palavras tão doces e lindas e um bouquet que achei lindo quando vi em nosso cenário e era meu, sem que eu nem imaginasse...um presente por registrar mais um parto em minha vida. O mais lindo parto de renascimento que um dia poderia fotografar na vida! Fiz com tanto amor e lágrimas nos olhos que caíram, toda vez que Lú chorava eu também chorava...sou sensível...incluindo agora, revivendo esses momentos. Preciosos momentos.

Combinamos uma nova sessão de fotos em breve! Vamos Vencer!

Carol, Debora, Barbara. Rosana, Helen, Fernanda, Thaise, Tais...só por que saí antes do Vieira, mas continuei na vida de vocês! E agora para sempre!